Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

ONU expressa ‘decepção’ com resultado de evento de apoio ao Iêmen

Mark Lowcock, subsecretário da ONU para assuntos humanitários e coordenador de assistência emergencial, em Sanaa, capital do Iêmen, 28 de novembro de 2018 [Mohammed Hamoud/Getty Images]
Mark Lowcock, subsecretário da ONU para assuntos humanitários e coordenador de assistência emergencial, em Sanaa, capital do Iêmen, 28 de novembro de 2018 [Mohammed Hamoud/Getty Images]

A Organização das Nações Unidas (ONU) expressou “decepção” com os resultados de um evento majoritário conduzido com o intuito de angariar doações ao Iêmen, após obter menos da metade dos recursos necessários para o orçamento humanitário de 2021.

Previamente, as Nações Unidas anunciaram meta de US$3.85 bilhões para atender às demandas da população carente no Iêmen. Porém, apenas US$1.7 bilhões foram concedidos no evento da última segunda-feira (1°).

“Estou desapontado com o resultado da conferência. Cortar a ajuda é uma sentença de morte. Na melhor das hipóteses, hoje representa uma primeira parcela”, comentou Mark Lowcock, subsecretário da ONU para assuntos humanitários, no Twitter.

‘Agradeço a doadores … mas eu – como António Guterres [Secretário-Geral da ONU] – estou desapontado com o resultado da conferência’, declara Mark Lowcock

“Doar mais recursos à operação de socorro humanitário no Iêmen é a maneira mais rápida e mais eficiente de impedir uma epidemia de fome. Também ajudará a criar condições para uma paz duradoura”, reiterou Lowcock.

O Secretário-Geral da ONU António Guterres também descreveu o resultado do evento como “decepcionante”.

Em nota divulgada após a conferência, o chefe das Nações Unidas afirmou que US$1.7 bilhões é um índice inferior ao que a organização internacional recebeu para seu plano de resposta humanitária de 2020 e bilhões de dólares abaixo das doações de 2019.

“Milhões de homens, mulheres e crianças iemenitas precisam desesperadamente de ajuda para sobreviver”, argumentou o secretário-geral.

“Agradeço àqueles que doaram generosamente e peço a outros que reconsiderem o que podem fazer para ajudar a conter a pior crise de fome que o mundo já viu, em décadas”, enfatizou Guterres. “A ONU manterá sua solidariedade com o povo carente do Iêmen”.

LEIA: ONU alerta que iemenitas em fuga enfrentam risco de fome

Categorias
IêmenNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments