Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Hamas agradece decisão da OMS de manter palestinos na agenda

Mahmoud al-Zahar (centro), figura de liderança do Hamas, na Cidade de Gaza, em 13 de dezembro de 2020 [Ali Jadallah/Agência Anadolu]
Mahmoud al-Zahar (centro), figura de liderança do Hamas, na Cidade de Gaza, em 13 de dezembro de 2020 [Ali Jadallah/Agência Anadolu]

O Hamas agradeceu ontem (28) a decisão da Organização Mundial da Saúde (OMS) de repudiar a proposta israelense para remover um item único da agenda da 74ª Assembleia Mundial de Saúde, devotado a reportar a situação nos territórios palestinos ocupados.

Bassem Naeem, figura de liderança no movimento palestino, alertou em nota que os esforços israelenses de fugir da sua responsabilidade como potência ocupante, conforme desígnios da lei internacional, não podem obter qualquer chance de êxito.

Naeem destacou que toda a pressão necessária deve ser exercida sobre Israel para que a ocupação cumpra suas responsabilidades legais perante o povo palestino, ao conceder o devido acesso a serviços essenciais, sobretudo saúde e educação.

LEIA: Biden realmente deveria dialogar com o Hamas

Nesta quinta-feira, os estados-membros da OMS votaram contra a proposta israelense para remover o item exclusivo às condições sanitárias na Palestina ocupada, ao reiterar assim que trata-se de parte integrante da agenda emergencial de saúde da entidade global.

Israel propôs que o relatório fosse reduzido a um debate geral sobre o trabalho da OMS em termos de emergência de saúde, em uma reunião futura prevista para ma

Categorias
IsraelNotíciaOMSOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments