Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Teerã não hesitará em defender-se contra ameaças, afirma enviado iraniano

https://www.middleeastmonitor.com/20210128-iran-envoy-at-un-says-islamic-republic-wont-hesitate-to-defend-itself/
https://www.middleeastmonitor.com/20210128-iran-envoy-at-un-says-islamic-republic-wont-hesitate-to-defend-itself/

Majid Takht Ravanchi, embaixador do Irã nas Nações Unidas, afirmou nesta quarta-feira (27) que a república islâmica não hesitará em defender-se contra qualquer ameaça e responderá de modo contundente a qualquer ataque contra sua segurança nacional.

O diplomata iraniano fez tais comentários apenas algumas horas depois do tenente-general Aviv Kochavi, comandante máximo das forças armadas de Israel, anunciar ordens para revisar planos operacionais contra Teerã.

Na ocasião, Kochavi alegou que o retorno dos Estados Unidos ao Plano de Ação Conjunta Global, assinado em 2015, para conter a proliferação nuclear no Oriente Médio, seria um “erro”.

Em resposta ao militar israelense, Ravanchi argumentou que Israel continua a propagar mentiras sobre o programa nuclear iraniano, ao incitar temores de ameaça regional.

Segundo o embaixador, o discurso de Tel Aviv não passa de uma tática para desviar atenção do próprio arsenal nuclear mantido pela ocupação israelense, que de fato põe em risco a estabilidade de toda a região.

Ravanchi alegou ainda que Israel faz tudo a seu alcance para difamar e destruir o acordo nuclear e exortou a comunidade internacional a manter suas responsabilidades perante as ameaças veladas do estado sionista.

Na segunda-feira (25), o embaixador iraniano reiterou à rede NBC News que Teerã não planeja reunir-se ainda com o governo dos Estados Unidos e espera um primeiro passo do novo presidente Joe Biden, ao suspender sanções e retomar o acordo multilateral.

LEIA: Israel, Estados Unidos e a crise do acordo nuclear iraniano

Categorias
IrãNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Show Comments