Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Arábia Saudita bate Rússia por mercado de petróleo da China

Refinaria de petróleo, 2 de maio de 2017 [TheKurgan/Wikipedia]
Refinaria de petróleo, 2 de maio de 2017 [TheKurgan/Wikipedia]

A Arábia Saudita, maior exportador de petróleo do mundo, bateu a Rússia e manteve sua posição como maior fornecedor do petróleo cru ao mercado da China, em 2020, conforme dados do governo chinês, divulgados nesta quarta-feira (20).

Informações da Administração Geral Aduaneira da China revelaram que as remessas de petróleo saudita ao país asiático aumentaram 1.9% em 2020, em relação a 2019, atingindo 84.92 milhões de toneladas do produto ou 1.69 milhões de barris por dia.

A Rússia permaneceu em segundo lugar, com 83.57 milhões de toneladas de petróleo ou 1.67 milhões por dia, apesar do maior aumento de 7.6%, em relação ao ano anterior.

LEIA: Preços do petróleo caem devido a novas preocupações com o coronavírus

A demanda de petróleo da China continuou forte no último ano, apesar da pandemia de covid-19, que reduziu a venda e o consumo de combustíveis em todo o mundo.

Em 2020, a China bateu um novo recorde ao importar 542.4 milhões de toneladas de petróleo cru ou 10.85 milhões de barris por dia, aumento considerável de 7.3% em relação a 2019.

Em dezembro, as exportações de petróleo da Arábia Saudita registraram índice de 6.94 milhões de toneladas, queda de 0.8% em relação ao ano anterior. A Rússia vendeu 6.2 milhões de toneladas do produto, queda de 15.7% no mesmo período.

Exportações de petróleo dos Estados Unidos à China mais do que triplicaram no último ano, como resultado de um acordo comercial entre Pequim e Washington.

Categorias
Arábia SauditaÁsia & AméricasChinaEuropa & RússiaNotíciaOriente MédioRússia
Show Comments
Show Comments