Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Chefe de conselho de assentamentos de Israel ataca Netanyahu

Assentamento ilegal israelense na cidade de Nablus, Cisjordânia ocupada, 18 de outubro de 2020 [Shadi Jarar’ah/Apaimages]
Assentamento ilegal israelense na cidade de Nablus, Cisjordânia ocupada, 18 de outubro de 2020 [Shadi Jarar’ah/Apaimages]

David Elhayani, chefe do chamado Conselho Yesha e do Conselho Regional do Vale do Jordão, que representa assentamentos ilegais israelenses nos territórios palestinos ocupados, anunciou ontem (19) sua ruptura com o partido governista Likud.

Elhayani confirmou à rede Ynet News sua filiação ao Partido Nova Esperança, liderado pelo político israelense Gideon Sa’ar, e acusou o Primeiro-Ministro de Israel Benjamin Netanyahu de “destruir o Likud e abandonar os princípios do eleitorado de direita”.

“Netanyahu mente aos residentes do Vale do Jordão, ao descumprir suas promessas para anexá-lo”, declarou Elhayani, em referência aos planos de anexação ilegal de grandes áreas da Cisjordânia ocupada.

A saída de Elhayani representa uma grave dissidência dentro do partido ultranacionalista Likud, liderado por Netanyahu, que implica em chances muito menores para que o atual premiê componha um governo após as novas eleições de março.

LEIA: Entre covid-19 e colonos: como uma escola da Cisjordânia luta para sobreviver

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments