Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Pessoas são presas em protestos na Tunísia

Mais de 200 pessoas foram presas após “motins” visando propriedades públicas e privadas

Um funcionário do Ministério do Interior da Tunísia disse ontem (17) que mais de 200 pessoas foram presas após “motins” contra propriedades públicas e privadas. Os manifestantes se opuseram às medidas postas em prática para restringir a propagação da pandemia do coronavírus.

“As forças de segurança intervieram para proteger a propriedade do vandalismo”, explicou o porta-voz do ministério, Khaled Al-Hayouni.

Na noite de sábado e na manhã de domingo, eclodiram confrontos entre as forças de segurança e os manifestantes na capital Túnis e outras províncias. De acordo com Al-Hayouni, o Ministério Público analisará os distúrbios.

O Ministério da Saúde anunciou a imposição de um bloqueio de quatro dias na última terça-feira. O bloqueio começou na quinta-feira e terminou no domingo às 6h, horário local, como parte de um pacote de medidas preventivas para enfrentar a Covid-19.

No sábado, o número de infecções pelo vírus na Tunísia chegou a 177.231. Houve 5.616 mortes e 127.854 pessoas se recuperaram.

LEIA: O caminho da Tunísia para a democracia

Categorias
ÁfricaCoronavírusNotíciaTunísiaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments