Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel aprova novo edifício da Embaixada dos EUA em Jerusalém

Embaixada dos EUA em Jerusalém, em 18 de outubro de 2018. [Thomas Coex/AFP/Getty Images]
Embaixada dos EUA em Jerusalém, em 18 de outubro de 2018. [Thomas Coex/AFP/Getty Images]

O Comitê de Planejamento e Construção do Distrito de Israel em Jerusalém anunciou sua aprovação para a construção de um novo edifício da Embaixada dos EUA na cidade, informou a AP. A localização do novo edifício será na Hebron Road, uma via central, e não muito longe do local atual da embaixada temporária.

Em um comunicado no Twitter, a vice-prefeita de Jerusalém, Fleur Hassan-Nahoum, disse que, embora outro comitê ainda deva conceder sua aprovação, ela espera que isso aconteça nas próximas semanas. “Depois de dois anos, estamos entusiasmados com a aprovação do comitê de planejamento local”, disse Hassan-Nahoum. “Esperamos muito, muito tempo e estamos felizes que finalmente aconteceu.”

O prefeito de Jerusalém, Moshe Lion, chamou a decisão de “histórica e emocionante”. Ele acha que isso vai inspirar outros países a transferirem suas embaixadas de Tel Aviv para a cidade ocupada que Israel afirma ser sua capital.

“Acho que esse passo adicional para fortalecer o local da embaixada e a mudança contínua para a capital é o primeiro desabrochar de outros representantes diplomáticos que irão se mudar para a capital”, explicou Lion. “A embaixada em Allenby será construída na rota do metrô de superfície e fortalecerá o desenvolvimento da cidade para seus moradores e isso segue o plano diretor de Talpiot que foi aprovado há algum tempo.”

LEIA: O que o Presidente Biden não fará no Oriente Médio

O então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, transferiu a embaixada dos Estados Unidos de Tel Aviv para Jerusalém em 2018, em um importante movimento de política externa que foi contra décadas de consenso internacional. Ele também encantou os líderes israelenses e irritou os palestinos ao reconhecer a contestada Jerusalém como a capital de Israel.

Além disso, o embaixador dos Estados Unidos em Israel, David Friedman, mudou seu escritório principal para o consulado dos Estados Unidos em Arnona no ano seguinte. A mudança perturbou o mundo árabe e os aliados ocidentais. O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, chamou isso de “tapa na cara” e disse que os EUA não podem mais ser vistos como um mediador honesto em qualquer negociação de paz com Israel.

Espera-se que o presidente eleito, Joe Biden, adote uma abordagem mais equilibrada em relação a Israel e aos palestinos. No entanto, ele disse que não planeja transferir a embaixada de volta para Tel Aviv.

Categorias
Ásia & AméricasEUAIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments