Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Clinton promove documentário sobre o assassinato de Khashoggi e confirma a culpabilidade do governo saudita

A ex-candidata presidencial democrata Hillary Clinton discursa em um comício na noite final da campanha presidencial dos EUA de 2016 na Filadélfia, Pensilvânia, em 7 de novembro de 2016. [Selçuk Acar - Agência Anadolu]
A ex-candidata presidencial democrata Hillary Clinton discursa em um comício na noite final da campanha presidencial dos EUA de 2016 na Filadélfia, Pensilvânia, em 7 de novembro de 2016. [Selçuk Acar - Agência Anadolu]

A ex-candidata à presidência dos EUA Hillary Clinton elogiou o documentário The Dissident, que narra a vida do jornalista saudita Jamal Khashoggi até os momentos de seu assassinato e acusa o regime saudita de ser o responsável por sua morte.

Clinton tuitou: “O governo saudita é responsável pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi”.

Hillary recomendou The Dissident, que explora o assassinato de Khashoggi e a responsabilidade do regime saudita por sua morte, enquanto lança luz sobre o papel do príncipe herdeiro saudita Mohammed Bin Salman no assassinato.

Clinton acrescentou: “Este documentário incrivelmente poderoso sobre o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi nas mãos do governo saudita está disponível para assistir agora. Se você ainda não viu The Dissident, espero que veja”.

O documentário, dirigido pelo diretor norte-americano Bryan Vogel, retrata a história do assassinato de Khashoggi no consulado saudita em Istambul, na Turquia.

A Briarcliff Entertainment adquiriu os direitos de distribuição nacional do documentário e o exibiu nos cinemas, numa época em que outras grandes empresas mostravam relutância a esse respeito.

LEIA: Trump considera anistia ao príncipe saudita, acusado de tentar matar seu ex-chefe de espionagem

Categorias
Arábia SauditaÁsia & AméricasEUAEuropa & RússiaNotíciaOriente MédioTurquia
Show Comments
Show Comments