Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Egito denuncia aprovação de Israel a novas unidades de colonos na Cisjordânia

Trabalhadores da construção civil constroem assentamentos ilegais na Cisjordânia, 9 de outubro de 2017. [Wisam Hashlamoun/Apaimages]
Trabalhadores da construção civil constroem assentamentos ilegais na Cisjordânia, 9 de outubro de 2017. [Wisam Hashlamoun/Apaimages]

O Egito condenou ontem (12) a aprovação de Israel para a construção de 800 novas unidades de colonos na Cisjordânia ocupada, de acordo com um comunicado emitido pelo Ministério das Relações Exteriores.

Cairo considerou a construção das unidades de assentamento “uma nova violação das resoluções de legitimidade internacional”.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Ahmed Hafez, “expressou sua grave preocupação com as consequências de tais medidas repetidas que minam as chances de uma solução de dois Estados, em um momento em que várias partes internacionais estão exercendo esforços diligentes para reativar o caminho de negociação entre os lados palestino e israelense, bem como as repercussões negativas de tais práticas para a segurança e estabilidade regional”, disse um comunicado na página oficial do ministério no Facebook.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu anunciou a aprovação da construção de 800 novas unidades de colonos em assentamentos ilegais na Cisjordânia ocupada.

LEIA: Arábia Saudita condena aval israelense para 800 novas unidades de assentamentos ilegais

Categorias
ÁfricaEgitoNotícia
Show Comments
Show Comments