Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

O mapa da OTAN mostra o Saara Ocidental anexado ao Marrocos

Foto tirada em 12 de dezembro de 2020 mostra (da esquerda para a direita) bandeiras dos EUA e do Marrocos ao lado de um mapa do Marrocos, autorizado pelo Departamento de Estado dos EUA, reconhecendo o território internacionalmente disputado do Saara Ocidental [AFP via Getty Images]
Foto tirada em 12 de dezembro de 2020 mostra (da esquerda para a direita) bandeiras dos EUA e do Marrocos ao lado de um mapa do Marrocos, autorizado pelo Departamento de Estado dos EUA, reconhecendo o território internacionalmente disputado do Saara Ocidental [AFP via Getty Images]

O site oficial da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) usa um mapa que mostra o Marrocos incluído na região do Saara Ocidental.

A publicação do mapa “indiviso” de Marrocos fazia parte de um comunicado de imprensa sobre o Programa de Aprimoramento da Educação de Defesa (DEEP) da aliança militar, com o reino sendo uma das 16 “Nações Parceiras”.

A mudança parece ter ocorrido um dia depois que o embaixador dos Estados Unidos no Marrocos, David Fischer, revelou o novo mapa oficial do Marrocos em seu país, que inclui a região contestada, e segue uma decisão anterior do governo do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em reconhecer as reivindicações territoriais de Marrocos e apoiar seu “Plano de Autonomia” sobre o Saara Ocidental em troca da normalização das relações de Rabat com Israel.

LEIA: Sahara Ocidental e a Palestina travam a mesma luta contra a ocupação

O meio de comunicação marroquino Le360.ma descreveu o desenvolvimento como “um novo tapa na cara dos inimigos da integridade territorial do Reino”, com a publicação do mapa da OTAN que confirma “a evidência histórica da soberania do Reino sobre as províncias do Saara”.

De acordo com o mapa oficial da ONU, o Saara Ocidental é retratado como um território disputado. Ex-colônia espanhola, o Saara Ocidental foi anexado pelo Marrocos e pela Mauritânia em 1975. Um ano depois, a Frente Polisário proclamou a República Árabe Sahrawi Democrática, com um governo no exílio baseado na Argélia. Embora a Mauritânia tenha retirado suas forças em 1979, o Marrocos se recusou a fazer o mesmo e sustentou que o Saara Ocidental é parte integrante de seu reino.

Na semana passada, o Diretor Executivo da Human Rights Watch (HRW), Kenneth Roth, afirmou que o Marrocos implementa os mesmos métodos usados ​​pelas forças de ocupação israelenses contra os palestinos, na tentativa de consolidar seu controle sobre o Saara Ocidental. Dias antes, as autoridades marroquinas expressaram indignação com a posição da HRW na região, que foi descrita como promotora de um “discurso político hostil à integridade territorial do Reino de Marrocos”.

LEIA: Saarauís e palestinos enfrentam encruzilhada – com ou sem Trump

Categorias
ÁfricaArgéliaÁsia & AméricasEUAHRWIsraelMarrocosMauritâniaNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioOTANPalestina
Show Comments
Show Comments