Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Euro-Med condena plano dos Emirados de financiar “modernização” dos checkpoints

Palestinos que trabalham em Israel passam pelo posto de controle Tarqumia ao norte de Hebron, na Cisjordânia ocupada, ao entrarem em Israel, usando máscaras devido ao coronavírus, em 4 de outubro de 2020. (Foto de Hazem Bader/ AFP via Getty Images)
Palestinos que trabalham em Israel passam pelo posto de controle Tarqumia ao norte de Hebron, na Cisjordânia ocupada, ao entrarem em Israel, usando máscaras devido ao coronavírus, em 4 de outubro de 2020. (Foto de Hazem Bader/ AFP via Getty Images)

O observatório Euro-Med de Direitos Humanos pediu aos Emirados Árabes Unidos que cancelem os planos de criação de um fundo de investimento que permitirá a “modernização” de checkpoints (postos de controle) ilegais operados por israelenses para controlar palestinos.

“O governo dos Emirados Árabes Unidos deve se abster e interromper imediatamente qualquer acordo com Israel que possa contribuir ou encorajar as violações dos direitos humanos contra os palestinos”, disse o grupo de direitos humanos.

A declaração do Euro-Med seguiu-se a um anúncio feito na terça-feira pelo chefe da Corporação Financeira Internacional para o Desenvolvimento dos Estados Unidos, Adam Boehler, de que os EUA, Israel e os Emirados Árabes Unidos devem criar um fundo de investimento de US$ 3 bilhões – o Fundo Abraham – para promover o investimento privado em Israel, Cisjordânia e outras partes da Ásia Ocidental e do Norte da África.

LEIA: A maior esperança da Palestina está em seu povo

Boehler disse que prevê que os fundos serão usados ​​para modernizar postos de controle operados por israelenses nos territórios palestinos ocupados.

Existem atualmente mais de 700 postos de controle israelenses em toda a Cisjordânia ocupada. Israel afirma que eles são vitais para fins de segurança. Os palestinos, porém, apontam que são utilizados como instrumento de ocupação para dificultar a livre circulação de pessoas e bens.

O grupo de direitos humanos advertiu que financiar a “modernização” dos postos de controle israelenses na Cisjordânia ocupada contribuirá significativamente para encobrir seu impacto destrutivo sobre os palestinos e ajudará a tornar a ocupação permanente.

“Os postos de controle são um símbolo da subjugação e repressão por Israel e deveriam ser simplesmente desmantelados, em vez de melhorados”, disse Ahmed Nasri, oficial de campanha do Euro-Med. “Uma gaiola dourada ainda é uma gaiola. Embora os Emirados Árabes Unidos possam justificar seus gastos na melhoria dos postos de controle como beneficiando os palestinos e sua economia, ele deveria ter investido seus laços diplomáticos na pressão a Israel para remover esses postos de controle completamente, em vez de entrincheirá-los ”.

Categorias
Ásia & AméricasEmirados Árabes UnidosEUAIsraelNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments