Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Irã nega envio de armas para a Armênia

A imagem compartilhada pelo Ministério da Defesa do Azerbaijão mostra o exército lançando um contra-fogo e uma operação avançada depois que a Armênia violou o cessar-fogo, em 28 de setembro de 2020. [Ministério da Defesa AZE - Agência Anadolu]
A imagem compartilhada pelo Ministério da Defesa do Azerbaijão mostra o exército lançando um contra-fogo e uma operação avançada depois que a Armênia violou o cessar-fogo, em 28 de setembro de 2020. [Ministério da Defesa AZE - Agência Anadolu]

O Irã negou as acusações na terça-feira de que armas e equipamentos militares foram transportados para a Armênia.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Saeed Khatibzadeh, disse que os caminhões que supostamente transportavam armas estavam na verdade transportando produtos comerciais.

Em resposta às perguntas dos jornalistas, Khatibzadeh explicou que as autoridades iranianas examinam os carregamentos que cruzam as fronteiras com cuidado.

Ele insistiu que as autoridades não permitirão que armas e munições passem pelo país e destacou que bens não militares estão sendo transportados entre o Irã e seus vizinhos como de costume.

LEIA: Azerbaijão nega que Turquia tenha enviado combatentes da Síria para apoiá-lo

Esta é uma questão particularmente importante, visto que, no domingo, eclodiram confrontos entre o Azerbaijão e a Armênia, depois que forças armênias dispararam contra bairros civis no país vizinho..

O Ministério da Defesa do Azerbaijão disse que o ataque armênio causou vítimas civis, além de danos significativos à infraestrutura em várias aldeias que foram atingidas por bombardeios pesados.

Desde 1992, a Armênia ocupou cerca de 20 por cento do território do Azerbaijão, incluindo a região de Karabakh.

Categorias
ArmêniaAzerbaijãoIrãNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments