Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Tribunal israelense atrasa decisão de asilo para sudaneses

Refugiado do Sudão do Sul segura sua bandeira nacional enquanto é mantido ao lado de outros refugiados em um centro de detenção em Holon, ao sul de Tel Aviv, 11 de junho de 2012. [OREN ZIV / AFP / GettyImages]
Refugiado do Sudão do Sul segura sua bandeira nacional enquanto é mantido ao lado de outros refugiados em um centro de detenção em Holon, ao sul de Tel Aviv, 11 de junho de 2012. [OREN ZIV / AFP / GettyImages]

O Supremo Tribunal de Justiça de Israel adiou sua decisão sobre a situação dos requerentes de asilo sudaneses, principalmente vindos de Darfur, depois de saber da possível normalização dos laços com o Sudão, revelou o Haaretz no domingo.

A evolução das relações entre Israel e Sudão pode, segundo o jornal, ter impacto nos resultados da petição apresentada em nome das pessoas em questão.

Depois de ver o material sigiloso, a presidente do tribunal, Esther Hayut, a juíza Yael Vilner e o juiz George Kara aparentemente decidiram pedir ao Ministério Público para atualizar o tribunal em três meses, antes de decidir sobre a petição.

O tribunal emitiu uma ordem temporária em março de 2019 pedindo aos promotores que explicassem por que não estava dando aos refugiados residência temporária antes de uma decisão final sobre seu status. Desde então, o estado tem adiado repetidamente sua resposta, observando as comunicações contínuas entre autoridades israelenses, americanas e sudanesas, sobre a obtenção de um acordo de normalização que permita a repatriação de requerentes de asilo.

LEIA: Netanyahu deverá encontrar-se líder do Sudão em Uganda, segundo relatos

Categorias
ÁfricaIsraelNotíciaOriente MédioSudão
Show Comments
Show Comments