Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Mercenários do Sudão foram enviados para apoiar Haftar, denuncia governo da Líbia

General líbio Khalifa Haftar, em Atenas, Grécia, 17 de janeiro de 2020 [Aris Messinis/AFP/Getty Images]
General líbio Khalifa Haftar, em Atenas, Grécia, 17 de janeiro de 2020 [Aris Messinis/AFP/Getty Images]

O Exército da Líbia, que conquistou recentemente uma série de vitórias sobre o general renegado Khalifa Haftar, afirmou ter detectado ao menos 70 veículos militares pertencentes a milícias Janjaweed, do Sudão, em direção à cidade de Sirte, a leste da capital Trípoli.

A denúncia de suas forças armadas foi corroborada pelo Governo de União Nacional da Líbia, reconhecido internacionalmente e liderado pelo premiê Fayez al-Sarraj.

Relatos nas redes sociais incluem imagens de veículos e caminhões de munição dos mercenários sudaneses, a caminho do fronte de Sirte, para conceder apoio às milícias de Haftar. Segundo as informações, as imagens das forças mercenárias foram registradas no distrito de Brega, no norte do país.

O exército líbio, leal ao Governo de União Nacional, conseguiu repelir as forças de Haftar da capital, após um ano de ofensiva rebelde para tentar capturá-la. As forças armadas do governo central também conseguiram liberar as áreas de Tarhuna e Bani Walid.

A Líbia é dividida por guerra civil desde a deposição do longevo ditador Muammar Gaddafi, em 2011. O novo governo do país foi inaugurado em 2015, sob acordo mediado pela ONU. Porém, esforços por uma solução política estável de longo prazo falharam devido às ofensivas militares do general renegado Khalifa Haftar.

LEIA: OTAN e Conselho da ONU são responsável pela crise na Líbia, diz primo de Gaddafi

Categorias
LíbiaNotíciaOriente MédioSudão
Show Comments
Show Comments