Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Forças de Defesa de Israel ultrapassam ‘cerca técnica’ na fronteira com o Líbano

Tropas israelenses na fronteira com o Líbano, 8 de junho de 2018 [Mahmoud Zayyat/AFP/Getty Images]
Tropas israelenses na fronteira com o Líbano, 8 de junho de 2018 [Mahmoud Zayyat/AFP/Getty Images]

Três tanques de guerra das Forças de Defesa de Israel atravessaram uma “cerca técnica” na fronteira com o Líbano, na manhã de terça-feira (11), reportou a rede estatal libanesa NNA. O incidente ocorreu perto da cidade de Meis al-Jabal.

Um dos tanques recuou imediatamente; os outros dois permaneceram na área por um tempo, antes de fazê-lo. No processo, as forças da ocupação israelenses aparentemente lançaram uma bomba de fósforo que incendiou alguns arbustos na área.

A agência oficial do Líbano, contudo, não concedeu detalhes sobre danos ou baixas.

A cerca técnica é equipada com instrumentos eletrônicos instalados pelo estado sionista, ao longo da chamada “Linha Azul”, em rota patrulhada por veículos israelenses. A “Linha Azul” foi estabelecida pela ONU, em 7 de junho de 2000, como fronteira entre Líbano, Israel e as colinas de Golã, território da Síria sob ocupação israelense.

Tensões ao longo da fronteira Israel-Líbano escalaram nos últimos meses, após violações por terra, mar e ar serem registradas.

Em julho, o exército da ocupação anunciou posicionar reforços perto da fronteira libanesa, para antever eventuais ataques do Hezbollah. O grupo libanês ameaçou retaliação após a morte de um de seus membros, durante invasão israelense na Síria, perto de Damasco, em 20 de julho.

O Hezbollah controla a região do sul do Líbano, que faz fronteira com Israel.

Em 11 de agosto de 2006, o Conselho de Segurança da ONU adotou a Resolução 1701, exigindo o fim de todas as hostilidades entre Líbano e Israel.

LEIA: Libaneses convocam uma insurreição no país após protestos abalarem Beirute

Categorias
IsraelLíbanoNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments