Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Emirados Árabes Unidos inicia operações na sua primeira unidade de usina nuclear

Usina de energia nuclear de Barakah, a primeira do mundo árabe, em Barakah, Emirados Árabes Unidos [Emirates Nuclear Energy Corporation]
Usina de energia nuclear de Barakah, a primeira do mundo árabe, em Barakah, Emirados Árabes Unidos [Emirates Nuclear Energy Corporation]

A Emirates Nuclear Energy Corporation (ENEC) informou à Reuters neste sábado que os Emirados Árabes Unidos iniciaram operações para a unidade inicial de sua primeira usina de energia nuclear.

A usina nuclear de Barakah, em Abu Dhabi, um grande produtor de petróleo, está sendo construída pela Korea Electric Power Corporation (KEPCO). A inauguração está prevista para 2017, embora o início do seu primeiro reator já tenha sido adiado várias vezes.

A ENEC disse que sua subsidiária Nawah Energy Company “iniciou com sucesso a Unidade 1 da Usina de Energia Nuclear de Barakahi”.

O governante de Dubai, sheik Mohammed bin Rashid al-Maktoum, escreveu no Twitter que o combustível nuclear havia sido carregado na primeira das quatro unidades do “primeiro reator pacífico de energia nuclear no mundo árabe”.

“Demos agora mais um passo para alcançar nossa meta de suprir até um quarto das necessidades de eletricidade de nosso país e impulsionar seu crescimento futuro com eletricidade segura, confiável e livre de emissões”, disse o presidente-executivo da ENEC, Mohamed Ibrahim al-Hammadi.

Leia: Emirados Árabes Unidos lançam a primeira missão do mundo árabe a Marte

A Autoridade Federal de Regulação Nuclear (FANR), que emitiu uma licença de operação para a usina em fevereiro, disse que Nawah cumpriu todos os requisitos regulamentares para iniciar as operações, após inspeções e supervisão regulares para garantir a segurança da usina.

Quando concluído, Barakah terá quatro reatores com capacidade de 5.600 megawatts (MW). Os Emirados Árabes Unidos não divulgaram o investimento total planejado no projeto.

Categorias
EAUEmirados Árabes UnidosNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments