Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ucrânia diz que primeiras negociações com o Irã sobre a queda de avião foram produtivas

Equipes de resgate recolhem detritos de um campo depois que um avião ucraniano com 176 passageiros caiu perto do aeroporto Imam Khomeini, na capital iraniana Teerã, no início da manhã de 8 de janeiro de 2020, matando todos a bordo [AFP via Getty Images]
Equipes de resgate recolhem detritos de um campo depois que um avião ucraniano com 176 passageiros caiu perto do aeroporto Imam Khomeini, na capital iraniana Teerã, no início da manhã de 8 de janeiro de 2020, matando todos a bordo [AFP via Getty Images]

A Ucrânia disse na sexta-feira que sua primeira rodada de negociações com o Irã sobre a queda de um avião ucraniano logo após a decolagem em Teerã em janeiro foi construtiva e que, em caso de insucesso, irá “levar o Irã à justiça”, relata a Reuters.

Todas as 176 pessoas a bordo – incluindo 57 canadenses – foram mortas quando as forças iranianas atingiram o jato Boeing 737 da Ukraine International Airlines. O Irã disse que confundiu o avião de passageiros com um míssil em um momento de alta tensão com os Estados Unidos.

“As conversas terminaram tarde da noite passada. Duraram 11 horas. Em geral, eles foram construtivos ”, disse o ministro das Relações Exteriores Dmytro Kuleba em um vídeo informativo depois de se encontrar com uma delegação iraniana.

Kuleba disse que os lados concordaram com os termos da próxima rodada de negociações e que Kiev não permitiria que ninguém arrastaasse as negociações.

Na sexta-feira, a promotoria geral ucraniana disse que a próxima rodada está marcada para outubro.

Leia: Irã enviou à França caixas pretas de avião abatido

“É claro que, se as negociações com o Irã não forem bem-sucedidas, iremos a tribunais internacionais e não tenho absolutamente nenhuma dúvida de que levaremos o Irã à justiça. Mas esse é o plano B ”, disse Kuleba.

“E o plano A são as negociações com o Irã e a solução de todas essas questões e o pagamento de compensações. Vimos que o Irã está disposto a uma conversa séria e substantiva ”, afirmou.

O presidente Volodymyr Zelenskiy disse em fevereiro que a Ucrânia não estava satisfeita com o tamanho da compensação que o Irã havia oferecido a famílias de ucranianos mortos no incidente e Kuleba disse na quinta-feira que a Ucrânia faria todos os esforços para maximizar as compensações.

Uma equipe internacional começou a examinar os gravadores de vôo da caixa preta do avião. Um diplomata ucraniano sênior disse na semana passada que a transcrição da caixa preta mostrava que houve interferência ilegal no avião.

Categorias
Ásia & AméricasCanadáEuropa & RússiaIrãNotíciaOriente MédioUcrânia
Show Comments
Show Comments