Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Homem que prendeu a própria irmã em sua casa por 22 anos é preso no Egito

Homem egípcio que prendeu sua própria irmã em sua casa por 22 anos foi detido após denúncia de vizinhos

Homem egípcio que prendeu sua irmã em casa por 22 anos, no Alto Egito, foi detido para investigação após denúncia de vizinhos, reportou a rede Egypt Independent.

O cárcere privado de Fadia Ismail foi descoberto por vizinhos que denunciaram o irmão à promotoria pública.

Após ser resgatada, Fadia, 56 anos, foi examinada por um médico que reportou graves problemas de saúde devido ao confinamento. Fadia sofreu danos físicos e psicológicos decorrentes do suplício.

Uma fotografia de Fadia publicada no Egypt Independent mostra severa desnutrição. Nos últimos onze meses de seu confinamento, sua família a negligenciou por completo. Neste período, Fadia foi bastante mal alimentada.

Segundo o Egypt Independent, a esposa do acusado alegou que Fadia foi trancada para impedí-la de fugir. Entretanto, o site de notícias Rassd relatou que a vítima fora detida devido a uma disputa financeira, pois Fadia possuía direito a uma parte da casa da família.

ASSISTA: Bullying racista desperta indignação no Egito

O irmão de Fadia confessou o crime, mas alegou que o fez porque a irmã sofria problemas de saúde mental, de modo a supostamente protegê-la.

Fotografias do quarto onde Fadia foi mantida registram a precariedade do cômodo: telhado de palha, piso de areia, um cobertor e um tapete.

A família vive na aldeia de Tala in Minya, no Alto do Egito, a aproximadamente 245 km ao sul do Cairo.

Categorias
ÁfricaEgitoNotíciaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments