Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

33% dos marroquinos ficam sem renda devido ao coronavírus

Funcionário do Ministério da Saúde marroquino desinfeta rua da capital Rabat, em 9 de abril de 2020, durante a pandemia de coronavírus [Fadel Senna/ AFP]

Pelo menos um terço dos marroquinos perderam sua renda devido ao toque de recolher imposto pelas autoridades como resultado do coronavírus, revelou ontem o Alto Comissariado para o Planejamento (HCP).

Anadolu divulgou informação do HCP de que 34% das famílias marroquinas não têm mais renda porque seus negócios ou empregos haviam cessado devido à quarentena.

Segundo o HCP, 14% das famílias no país fizeram empréstimos para cobrir suas despesas básicas. Além disso, 38% dos marroquinos não ganham mais o suficiente para suas necessidades, 22% estão usando suas economias e 8% dependem da assistência do Estado.

O HCP coletou seus dados por meio de uma pesquisa realizada entre 14 e 23 de abril.

Até ontem, o Marrocos havia registrado 6.972 casos do coronavírus, incluindo 193 mortes.

LEIA: União Europeia concede US$150 mi ao Marrocos para auxiliar na educação à distância

Categorias
ÁfricaCoronavírusMarrocosNotícia
Show Comments
Show Comments