Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Dubai corta gastos em razão da pandemia

Detalhe do papel moeda dos Emirados Árabes Unidos [SimonQ / Flickr]

O Departamento de Finanças de Dubai orientou todas as agências governamentais a reduzir os gastos de capital como medida de precaução econômica após o surto de coronavírus.

LEIA: Dubai interrompe obras de torre de luxo em setor imobiliário afetado coronavírus

A Reuters citou uma declaração do departamento, pedindo às agências governamentais que “cortem as despesas administrativas e gerais em pelo menos 20%” e “interrompam novas contratações”. Também os instruiu a suspender todos os projetos de construção que não começaram “até novo aviso” e a não permitir aumentos de custos para os projetos de construção em andamento.

Desde 31 de março, Dubai foi isolada pelas autoridades locais depois de atingida pelo novo vírus. Os moradores confirmaram que houve testes de coronavírus de porta em porta em algumas partes do emirado. O vírus interrompeu quase todos os setores econômicos vitais do emirado, como turismo e transporte.

Analistas afirmam que uma desaceleração econômica em Dubai “poderia eliminar de cinco a seis por cento do Produto Interno Bruto (PIB) este ano”, e forçar as autoridades locais “a buscar um resgate semelhante ao de Abu Dhabi após a crise financeira de 2009 “.

Até agora, pelo menos 1.577.747 pessoas em todo o mundo contraíram o vírus, das quais mais de 93.673 morreram; 348.276 se recuperaram, de acordo com os Worldometers dos EUA. A Organização Mundial da Saúde declarou a crise uma pandemia.

LEIA: Emirados Árabes Unidos pedem adiamento da Expo 2020, em Dubai

Categorias
CoronavírusEmirados Árabes UnidosNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments