Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Hospital turco em Gaza inicia operações para conter o coronavírus

Médico palestino examina paciente com possível infecção por coronavírs [Ashraf Amra / ApaImages]

O Hospital da Amizade Palestina-Turquia, na Faixa de Gaza ocupada, iniciou operações em um esforço para conter o novo coronavírus, anunciou ontem o porta-voz da Autoridade Palestina (PA).

LEIA: Covid-19, da propaganda ao apartheid israelense

“O presidente palestino Mahmoud Abbas e seu colega turco Recep Tayyip Erdogan concordaram em um telefonema para iniciar [a operação] do hospital em Gaza”, disse Ibrahim Melhem a repórteres em Ramallah.

Melhem agradeceu ao governo e aos cidadãos turcos por seu “apoio contínuo ao povo palestino”.

A construção do hospital, que foi financiada pelo departamento governamental da Agência Turca de Cooperação e Coordenação (TIKA), foi concluída em 2017. Ele deve ser um dos maiores hospitais da Palestina, construído em uma área total de 34.800 metros quadrados, composta por seis pisos e uma capacidade de 180 camas.

A AP relatou recentemente 117 casos de coronavírus, incluindo 10 em Gaza. Os primeiros casos foram descobertos em 5 de março em Belém, depois que vários palestinos se misturaram com turistas gregos, alguns dos quais foram infectados após retornar ao seu país.

O coronavírus está afetando o mundo inteiro. Isso nos unirá? [Sabaane / Monitor do Oriente Médio]

O sistema de saúde de Gaza foi seriamente afetado pelo bloqueio de 13 anos de Israel em meio a uma grave escassez de remédios e equipamentos médicos.

Até agora, o número de infectados em todo o mundo atingiu 872.830, mais de 43.000 morreram e 184.581 se recuperaram. A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou uma pandemia.

LEIA: Janelas contra Bolsonaro e pela Palestina livre

Categorias
CoronavírusIsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments