Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Relatório do Dia da Terra revela aumento acentuado de assentamentos ilegais na Cisjordânia

Relatório do Dia da Terra revela aumento acentuado de assentamentos ilegais na Cisjordânia

Estatísticas divulgadas recentemente mostram um forte aumento na construção e expansão de assentamentos ilegais de Israel na Cisjordânia ocupada, incluindo Jerusalém Oriental, informou a Quds Press no domingo.

De acordo com um relatório divulgado hoje para marcar o Dia da Terra da Palestina, o Bureau Central de Estatística da Palestina (PCBS) disse que o número de assentamentos e postos avançados judaicos agora é de 448. Isso inclui 150 assentamentos aprovados pelo governo israelense, 26 postos avançados considerados como extensões de assentamentos aprovados e 128 postos avançados que foram construídos sem a aprovação do governo.

No relatório, o PCBS apontou que o número de colonos israelenses na Cisjordânia ocupada era 671.007 até o final de 2018. Além disso, no ano passado, as autoridades de ocupação israelenses aprovaram 8.457 novas unidades de assentamento e 13 novos postos avançados. No mesmo período, demoliram 678 instalações palestinas, incluindo 251 edifícios residenciais, e emitiram 556 ordens para que os palestinos parassem de trabalhar na construção de novas casas ou na reforma de instalações antigas.

Os assentamentos ilegais de Israel são um dos obstáculos mais problemáticos enfrentados pelo moribundo processo de paz. Todos eles são construídos em terras que deveriam ser reservadas como parte de um futuro Estado independente da Palestina.

LEIA: Secretário-geral da OLP afirma que Israel já apropriou-se de 95% do Vale do Jordão

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments