Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Estado Islâmico assume responsabilidade por atentados em Moçambique e Afeganistão

Forças de segurança afegãs inspecionam local de um atentado contra um templo sikh (gurdwara) em Cabul, Afeganistão, 25 de março de 2020 [Haroon Sabawoon/Agência Anadolu]

O grupo terrorista Estado Islâmico (Daesh) assumiu responsabilidade por um atentado no norte de Moçambique, em uma área próxima a projetos de gasoduto no valor de US$60 bilhões. Na segunda-feira (23), militantes da organização terrorista atacaram a cidade de Mocimboa da Praia e ocuparam algumas instalações, incluindo quartéis, antes de serem expulsos por forças de segurança na terça-feira (24).

Por meio da agência de notícias Amaq – filiada ao grupo –, o Daesh assumiu crédito pelo ataque no qual dezenas de soldados e policiais foram mortos ou feridos, segundo relatos. “Fontes militares afirmaram à Amaq que combatentes do Estado Islâmico atacaram cinco quartéis policiais e militares na cidade”, relatou a agência, ao alegar que armas, munições e outros equipamentos foram apreendidos pelo grupo terrorista.

LEIA: Líder do Daesh, Al-Baghdadi, pode ter sido morto na Síria por forças dos EUA

Segundo a BBC News, esta é a primeira vez que jihadistas moçambicanos atacaram uma cidade de destaque, apesar de já terem investido anteriormente contra aldeias e fazendas. Testemunhas reportaram que os combatentes bloquearam todas as rotas de saída da cidade. Segundo alguns relatos locais, os residentes foram detidos em uma mesquita.

A província de Cabo Delgado, onde se localiza a cidade portuária de Mocimboa da Praia, vivencia há três anos uma insurgência regional, na qual centenas foram mortos e milhares deslocados.

Em 2010, Moçambique descobriu enormes reservas de gás natural na Bacia de Rovuma, no litoral de Cabo Delgado. Em outubro de 2019, a multinacional ExxonMobil revelou planos de investir mais de US$500 milhões na fase inicial das obras de um projeto relacionado às reservas enérgicas da região.

Ainda hoje, também foi relatado que militantes do Daesh atacaram a aldeia de Quissanga, em Cabo Delgado. Imagens divulgadas nas redes sociais registraram combatentes armados agitando a bandeira preta com o brasão da organização terrorista, em frente a uma delegacia de polícia local.

Em incidente distinto, nesta quarta-feira (25), combatentes do Daesh no Afeganistão atacaram um templo da religião sikh (gurdwara) na capital Cabul, resultando na morte de 25 pessoas. Segundo relatos, forças de segurança afegãs conseguiram executar o atirador responsável pelo ataque, após uma hora de cerco. A organização terrorista também assumiu responsabilidade por este atentado.

LEIA: Chefe da CIA ‘por trás do assassinato de Soleimani’ morre em avião abatido no Afeganistão

Categorias
AfeganistãoÁfricaÁsia & AméricasNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments