Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Com fechamento por coronavírus, colonos são proibidos de invadir mesquita de Al-Aqsa

Forças israelenses vigiam os postos de controle da pandemia de coronavírus (Covid-19) antes da Oração de sexta-feira em Jerusalém, em 20 de março de 2020. [Mostafa Alkharouf - Agência Anadolu]

As autoridades de ocupação de Israel proibiram as incursões de colonos judeus na Mesquita Al Aqsa, em Jerusalém ocupada, citando medos por coronavírus, informou o Arab48.com na segunda-feira. A mesquita foi fechada para todos, inclusive turistas estrangeiros, e os palestinos que violarem a ordem enfrentarão multas de até 5.000 novos shekels israelenses (NIS), avisaram as autoridades.

Os funcionários do Departamento Awqaf (Fundo Religioso) da mesquita estão autorizados a desempenhar suas funções de segurança. Masas orações congregacionais na mesquita foram suspensas a conselho de autoridades médicas e religiosas especializadas, embora o chamado à hora de oração ainda seja feito cinco vezes por dia.

O Departamento Awqaf pediu aos palestinos que entendam as razões religiosas e de saúde para a decisão de suspender as orações em qualquer lugar dentro do Nobre Santuário de Al-Aqsa. Na semana passada, foram realizadas orações no pátio da mesquita, enquanto os prédios foram mantidos fechados.

LEIA: Exército de Israel deseja assumir a batalha contra o coronavírus

Categorias
CoronavírusIsraelNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments