Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Diplomatas sauditas são expulsos do Reino Unido por dirigirem alcoolizados

Secretário de Relações Exteriores Britânico, Dominic Raab em Londres, Reino Unido. Em 29 de janeiro de 2020 [İlyas Tayfun Salcı/Agência Anadolu]

O secretário de Relações Exteriores britânico, Dominic Raab, revelou que dois diplomatas sauditas foram expulsos da Grã-Bretanha por dirigirem alcoolizados. A dupla não nomeada foi expulsa da missão diplomática saudita depois de cometer três crimes, segundo a Sky News. Um deles enfrentou duas acusações de dirigir sob a influência de álcool a partir de 2018, enquanto o outro foi acusado de dirigir sob a influência de álcool e direção perigosa.

Dirigir após beber é uma ofensa séria na Grã-Bretanha, e pode levar o governo a pedir que um país renuncie à imunidade diplomática “quando apropriado” para os acusados de violar a lei. Se isso for negado, a Grã-Bretanha pede que os diplomatas sejam retirados de suas embaixadas.

“Devido à natureza séria das supostas ofensas”, disse Raab em comunicado escrito aos deputados, “os dois indivíduos foram expulsos da missão diplomática”.

Acredita-se que cerca de 23.000 pessoas possuam imunidade diplomática no Reino Unido sob a Convenção de Viena de 1961 sobre Relações Diplomáticas. Referindo-se aos dois sauditas, Raab disse o documento: “O Ministério das Relações Exteriores não tolera que diplomatas estrangeiros ou seus dependentes violem a lei. Levamos a sério todas as acusações de atividade ilegal. ”

Esta não é a primeira vez que diplomatas sauditas infringem a lei na Grã-Bretanha. A Forbes descreveu os diplomatas sauditas como “os infratores mais consistentes da lei do Reino Unido entre os enviados do Oriente Médio a Londres”. Em 2016, por exemplo, um diplomata saudita foi pego dirigindo sem seguro, e outro incidente envolveu um diplomata saudita dirigindo sob a influência de álcool enquanto usava um telefone celular.

Em 2015, um diplomata saudita foi acusado de tráfico de seres humanos “entre outros crimes graves e significativos”. Em 2014, dois diplomatas sauditas escaparam da condenação por crimes de embriagez ao volante.

O álcool é estritamente proibido na Arábia Saudita, de acordo com as convenções islâmicas. Beber, produzir, comercializar e contrabandear álcool no Reino é vedado e envolve punições severas. Isso pode incluir até 500 chicotadas, além da deportação no caso de estrangeiros, embora funcionários de outros países tendam a ser ignorados pelas autoridades se beberem álcool dentro dos limites de seus conjuntos residenciais particulares.

Categorias
Arábia SauditaEuropa & RússiaNotíciaOriente MédioReino Unidos
Show Comments
Show Comments