Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Promotor do TPI rejeita alegação israelense de preconceito

Promotora do Tribunal Penal Internacional (TPI), Fatou Bensouda [Foto de arquivo]

A promotora sênior do Tribunal Penal Internacional, Fatou Bensouda, rejeitou as alegações israelenses de que está do lado dos palestinos no que diz respeito à possível investigação de supostos crimes de guerra nos territórios palestinos ocupados, informou a Al-Watan Voice no domingo.

“O TPI trabalha com o princípio da responsabilidade pessoal por crimes”, explicou Bensouda. “Não lida com conflitos entre estados.”

O promotor solicitou aos juízes da ICC uma decisão sobre jurisdição nesta questão dentro de 120 dias. O prazo é flexível de qualquer maneira, acrescentou.

“Ainda não foram feitas acusações contra israelenses ou palestinos”, destacou Bensouda. No entanto, ambos os lados são convidados a apresentar provas e reclamações.

Rejeitando as alegações de que ela ficou sob a influência de autoridades anti-Israel, a Promotora disse: “Este é um erro muito grande. Sou completamente independente, objetiva, justa e credível no meu trabalho. Quaisquer tentativas de provar o contrário são, simplesmente, falsas e infundadas. ”

Ela observou que houve contatos regulares com autoridades ou representantes israelenses e palestinos durante o processo de exame inicial do status da Palestina.

Categorias
ICCIsraelNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments