Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Autoridades sauditas adiam veredicto no caso de Salman Al-Ouda para 30 de outubro

Clérigo saudita Salman Al-Ouda [Foto do arquivo]

O tribunal criminal encarregado adiou o veredicto de Salman Al-Ouda até quarta-feira, 30 de outubro, de acordo com o tweet de seu filho Abdullah Al-Ouda.

Ele escreveu: “Após a urgência suspeita de fixar sessões no tribunal para meu pai Salman Al-Ouda, e decisão anterior de pronunciar o veredicto hoje, o tribunal decidiu adiar o julgamento até quarta-feira, 30 de outubro. Peço a Allah que tire o fardo dos ombros de meu pai e do resto dos detidos. ”

A conta do Twitter Prisioneiros de consciência, mostrando preocupação com a situação dos direitos humanos no país, declarou: “Parada contínua e deliberada nas audiências do julgamento do xeque Salman Al-Ouda e sua família visa prejudicá-los. Depois de decidir por pronunciar a sentença hoje e após a corrida injustificada para concluir as audiências, as autoridades decidiram adiar essa data em 20 dias. De fato, uma série de crimes de direitos humanos sobrepostos foram cometidos contra ele. ”

As autoridades sauditas prenderam Salman Al-Ouda em setembro de 2017, depois que ele postou um tweet saudando a possibilidade de restaurar as relações com o Estado do Catar, país do Golfo em que o regime saudita impôs um cerco em junho de 2017.

Categorias
Arábia SauditaCatarNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments