Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Três australianos são detidos no Irã

Bandeira do Irã [foto de arquivo]

Três cidadãos australianos foram detidos no Irã, anunciou o governo da Austrália nesta quarta-feira (11). O governo australiano afirmou estar auxiliando as famílias dos presos; contudo, não concedeu detalhes. As informações são da Agência Reuters.

O Departamento de Comércio e Assuntos Internacionais da Austrália divulgou uma breve declaração sobre o assunto após o jornal britânico Times noticiar que duas mulheres anglo-australianas e o namorado australiano de uma delas foram presos no Irã.

“O Departamento de Comércio e Assuntos Internacionais está fornecendo assistência diplomática às famílias dos três cidadãos australianos detidos no Irã; Devido a nossas obrigações de privacidade, não concederemos detalhes,” afirmou por e-mail um porta-voz do governo australiano.

As prisões ocorrem em meio a uma escalada de tensões entre potências ocidentais e o Irã, após os Estados Unidos recuarem unilateralmente de um acordo cujo objetivo era regulamentar o programa nuclear iraniano. Em lugar do acordo, a gestão do presidente americano Donald Trump decidiu retomar as sanções impostas ao Irã, ao obstruir exportações de petróleo iraniano.

O Times britânico afirmou que os presos são uma blogueira que viajava pela Ásia com seu namorado australiano e uma acadêmica que estudou na Universidade de Cambridge e dava palestras na Austrália, detidos em incidentes separados.

No entanto, estão mantidos na mesma prisão na capital Teerã, onde Nazanin Zaghari-Ratcliffe, voluntário de ações humanitárias anglo-iraniano, também está preso desde 2016, sob acusações de espionagem, segundo o jornal britânico.

A publicação não identificou as duas cidadãs anglo-australianas, a pedido do Escritório Internacional Britânico e declarou que o governo australiano se responsabilizou pela tratativa de ambos os casos.

Em sessão da Agência Internacional de Energia Atômica das Nações Unidas (AIEA), com sede em Viena, capital austríaca, o Embaixador da Austrália no país reiterou seus receios referentes à postura iraniana: “A Austrália está profundamente preocupada pelas ações iranianas, que retrocedem em sua conformidade com o Plano de Ação Conjunto Global … a Austrália pede ao Irã que reverta tais ações e retorne rapidamente à plena conformidade com o plano.”

O conselho oficial do governo australiano a quem viaje para o Irã é sobretudo que reconsidere os planos de viagem ao país, “devido ao risco de estrangeiros, incluindo australianos, serem arbitrariamente detidos ou presos. Turistas com dupla cidadania também estão sob risco”.

O governo afirma: “Não podemos garantir acesso a serviços diplomáticos ou representação legal caso sejam detidos.”

O jornal Times relata que a blogueira foi presa cerca de dez semanas atrás, junto de seu namorado. Contudo, não identificou o momento ou as razões da outra prisão. A acadêmica anglo-australiana está mantida em confinamento solitário e foi condenada a dez anos de prisão, segundo uma fonte citada pelo jornal britânico.

Categorias
Ásia & AméricasAustráliaEUAEuropa & RússiaIrãNotíciaOceâniaOriente MédioReino Unidos
Show Comments
Show Comments