Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Kuwait boicotará a conferência do Bahrein

Marzouq Al-Ghanim , ao falar à Assembléia Nacional do Kuwait [Foto de arquivo]

O Parlamento do Kuwait anunciou ontem que vai boicotar a conferência de Manama, capital do Bahrein, e sublinhou o seu apoio aos direitos palestinianos.

Em uma declaração lida durante uma reunião aberta, o Presidente do Parlamento, Marzouq Al-Ghanim, declarou que “o Kuwait é um defensor da Palestina ocupada e rejeita os laços de normalização com Israel”.

Ele acrescentou: “Como todos os kuwaitianos são contra a normalização, pedimos ao governo que adote uma posição rígida e decisiva para boicotar a reunião no Bahrein”.

Al-Ghanim saudou a posição do Ministério das Relações Exteriores do Kuwait, que acompanha a política do Emir do Kuwait, em relação ao apoio à legalidade internacional e aos direitos palestinos.

O ministro das Relações Exteriores do Kuwait, Subah Al-Khalid, havia dito que “o governo ouviu a declaração e enfatizou que está aderindo a seus princípios em apoio à causa palestina … nós só aceitamos o que nossos irmãos palestinos aceitam”.

O deputado Abdel-Karim Al-Kandary disse que “o parlamento pediu ao Comitê de Assuntos Legislativos para garantir que não haja normalização”. E acrescentou: “estamos contra qualquer tentativa, direta ou indireta, de normalização”.

Categorias
Ásia & AméricasBahreinEstados UnidosKuwaitNotíciaOriente MédioPalestineSlide Grande
Show Comments
Show Comments