Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Frente Democrática pela Libertação da Palestina condena sanções dos EUA contra Cuba

Bandeira cubana pendurada no alto de um edifício em Matanzas

A Frente Democrática Palestina para a Libertação da Palestina (PDFLP) condenou, segunda-feira, a renovação das sanções dos EUA contra Cuba, informou a agência de notícias Safan.

Em um comunicado divulgado pela Safan, o PDFLP afirmou que as sanções renovadas e o bloqueio econômico, impostos pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, visam minar a soberania da ilha e devolvê-la a um relacionamento “humilhante” de dependência. os EUA.

“A retirada das medidas do governo anterior pela administração de Trump … é um passo agressivo perigoso contra Cuba e ao seu governo esquerdista”, disse o comunicado.

O texto diz que as novas medidas norte-americanas têm o objetivo de submeter Cuba à dominação norte-americana “que está fazendo dos países latino-americanos e caribenhos o quindtal dos fundos para o governo dos EUA”.

A declaração aponta que as sanções incluem parceiros e empresas estrangeiras que lidam com Cuba e dão a essas empresas o direito de reclamar uma indenização da ilha perante os tribunais americanos, observando que todas estas medidas violam termos internacionais.

Por fim, a PDFLP convoca em sua mensagem todos os países democráticos, liberais e progressistas, incluindo Rússia, China, Índia, países africanos, árabes e islâmicos, bem como os movimentos nacionais, democráticos e progressistas a que se posicionem em favor de Cuba.

Categorias
Ásia & AméricasCaribeCubaEUANotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments