Portuguese / English

Middle East Near You

A oposição na Espanha acusa o governo de “hipocrisia” sobre a venda de armas a Israel

A ministra interina dos Direitos Sociais e da Agenda 2030, Ione Belarra, discursando no Colégio Oficial de Arquitetos de Madri, Espanha, em 18 de outubro de 2023 [Gustavo Valiente/Europa Press via Getty Images]

O partido de oposição de esquerda Podemos, da Espanha, acusou ontem o governo de “hipocrisia” por continuar a vender armas a Israel, apesar de condenar as ações de Tel Aviv em Gaza, informou a Anadolu.

Falando durante um seminário realizado para discutir um relatório do Delàs Centre for Peace Studies sobre as exportações de armas para Israel em 2022 e 2023, a líder do partido, Ione Belarra, afirmou que as vendas de armas de Madri para Tel Aviv desde 7 de outubro de 2023 totalizaram € 1,27 bilhão (US$ 1,37 bilhão).

Ela acrescentou que esses fatos contradizem as alegações feitas pelo primeiro-ministro Pedro Sanchez e pelo ministro das Relações Exteriores José Manuel Albares, que afirmaram que nenhuma venda de armas a Israel havia sido realizada desde o início de sua guerra na Faixa de Gaza em outubro passado.

LEIA: Países ocidentais e empresas restringem a venda de munições a Israel em meio ao ataque a Gaza, diz mídia israelense

“Não tenho palavras para descrever a vergonha que sinto em relação à hipocrisia do governo espanhol”, escreveu Belarra no X.

O governo não comentou o relatório do Delàs Centre ou as acusações de hipocrisia de Belarra.

A Espanha pediu que Israel cessasse a guerra em Gaza e reconheceu o Estado da Palestina em maio, reafirmando seu apoio ao direito do povo palestino à autodeterminação.

Categorias
EspanhaEuropa & RússiaIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Palestina: quatro mil anos de história
Show Comments