Portuguese / English

Middle East Near You

A comunidade árabe do Reino Unido pede apoio às campanhas Arab Voice e Muslim Vote nas eleições

Uma placa indica o caminho para uma seção eleitoral é vista em Londres, Reino Unido, em 02 de maio de 2024 [Rasid Necati Aslim/Anadolu via Getty Images]

Mais de cinquenta figuras proeminentes da comunidade árabe na Grã-Bretanha assinaram um apelo para que pessoas conscientes apoiem as campanhas “Arab Voice” (Voz Árabe) e “The Muslim Vote” (O Voto Muçulmano) nas próximas eleições gerais marcadas para 4 de julho. Os signatários conclamaram as comunidades árabe e muçulmana britânicas, incluindo ativistas e defensores dos direitos humanos, a também assinarem o apelo.

Eles pedem cooperação e união de esforços para formar uma voz influente na eleição por meio de uma série de ações coordenadas.

Foi enfatizada a importância de eleger e apoiar os candidatos endossados pela Arab Voice em coordenação com as campanhas The Muslim Vote para garantir uma representação eficaz e impactante. Os eleitores podem encontrar os nomes dos candidatos endossados por ambas as campanhas, de acordo com o distrito eleitoral, no link a seguir.

Os candidatos foram endossados com base em critérios precisos que se alinham com os objetivos de ambas as campanhas. Todos os outros candidatos que não foram endossados pelas campanhas, mas que estão se candidatando com base em promessas semelhantes, são incentivados a se retirar imediatamente em favor dos candidatos endossados, para evitar a divisão dos votos e, assim, abrir caminho para uma vitória fácil para os candidatos em exercício ou candidatos dos principais partidos.

LEIA: Sr. Cameron, os palestinos têm o direito de se defender?

Todos os eleitores são incentivados a apoiar e promover as campanhas eleitorais dos candidatos endossados e, ao mesmo tempo, a pedir aos amigos e colegas do respectivo distrito eleitoral que façam o mesmo. Os signatários enfatizaram a importância de exercer o direito de voto, seja pessoalmente, por procuração ou pelo correio. Eles ressaltaram que o não exercício desse direito apoia indiretamente os piores candidatos possíveis.

O apelo observou que priorizar o fim do genocídio de Israel contra os palestinos em Gaza não significa necessariamente negligenciar as questões locais. Questões internacionais e locais foram devidamente consideradas antes de endossar qualquer candidato para garantir um equilíbrio razoável.

Os signatários do apelo incluem figuras bem conhecidas, como Anas Altikriti, CEO e fundador da Cordoba Foundation; Mohammed Kozbar, secretário-geral adjunto do Muslim Council of Britain; Zaher Birawi, presidente do Palestinian Forum in Britain; Adnan Hmidan – diretor da Arab Voice Campaign e Mohammed Al-Tawil, consultor em psicologia clínica.

Categorias
Europa & RússiaNotíciaReino Unido
Show Comments
Palestina: quatro mil anos de história
Show Comments