Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Incêndios no Iêmen deixam seis refugiados mortos e 18 feridos desde janeiro

1
Iemenitas tentam apagar um incêndio no campo de deslocados internos de al-Jishah, no sul da cidade de Hodeida, na região do Mar Vermelho, em 12 de novembro de 2022 [Khaled Ziad/AFP via Getty Images]

Campos para deslocados internos no Iêmen vivenciaram 71 incêndios que mataram seis pessoas e feriram outras 18 desde janeiro deste ano, reportou a Unidade Executiva para Gestão dos Campos no norte do país. Incêndios são comuns nas instalações de asilo.

A província de Marib acomoda a maior parte dos deslocados internos no Iêmen, refugiados da guerra que assola sua terra desde 2015. Os deslocados internos excedem dois milhões de pessoas, alguns dos quais distribuídos em 197 campos em Marib.

As instalações carecem de serviços básicos. Os residentes enfrentam temperaturas extremas no inverno e no verão. O acesso a tendas, colchões, cobertores e roupas é escasso. Muitos refugiados morrem de hipotermia ou devido às inundações. Cuidados médicos e sanitários são também problemas crônicos, incluindo surtos de doenças infecciosas.

O Iêmen é tomado por conflito desde 2014, quando rebeldes houthis – ligados a Teerã – capturaram boa parte do país, incluindo a capital Sanaa. A situação escalou no ano seguinte, quando a Arábia Saudita interveio militarmente em favor do regime aliado.

LEIA: Iêmen ‘um dos países mais difíceis’ do mundo para as mulheres

Categorias
IêmenNotíciaOriente Médio
Show Comments
Engajando o mundo: a elaboração da política externa do Hamas
Show Comments