Portuguese / English

Middle East Near You

Jordânia proíbe TikTok em meio a protestos contra preço dos combustíveis

Logotipo do TikTok em 28 de fevereiro de 2021 [Mustafa Çiftçi/Agência Anadolu]
Logotipo do TikTok em 28 de fevereiro de 2021 [Mustafa Çiftçi/Agência Anadolu]

A Jordânia impôs um banimento temporário à rede social TikTok, em meio a protestos contra a carestia dos combustíveis. As informações são da agência de notícias Anadolu.

Em nota, a Diretoria de Segurança Pública afirmou que a plataforma – bastante popular, porém controversa – foi suspensa por “glorificar o discurso de ódio e incitar o caos, ao atacar a polícia e promover o bloqueio das estradas”.

“Autoridades encaminharão todos que cometerem tais crimes à justiça”, alertou o comunicado, ao insistir que o TikTok foi usado para “promover vídeos que falsificam eventos atuais”.

Tensões escalaram na Jordânia desde 5 de dezembro, quando os caminhoneiros lançaram uma greve em todo país, para protestar contra o preço dos combustíveis e as condições de vida.

Na quinta-feira (15), um policial jordaniano foi morto por um tiro durante protestos, na cidade de al-Husseiniya, no sul da Jordânia.

No mundo árabe, o preço dos combustíveis na Jordânia somente é menor do que o Líbano, em colapso fiscal; a Síria, em guerra civil; e a Palestina, sob ocupação.

LEIA: Caminhoneiros fazem greve na Jordânia contra carestia, lojas apoiam protesto

Categorias
JordâniaNotícia
Show Comments
Engajando o mundo: a elaboração da política externa do Hamas
Show Comments