Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Jerusalém recebe exposição sobre Dom Pedro II

1
Lançamento da exposição "A visita do Imperador do Brasil Dom Pedro II à Terra Santa" em Jerusalém [Divulgação]

Foi inaugurada em Jerusalém Oriental nesta quinta-feira (01) a exposição fotográfica A visita do Imperador do Brasil Dom Pedro II à Terra Santa e lançado documentário sobre o tema. A mostra pode ser visitada pelo público a partir desta sexta-feira (02) e fica em cartaz até o dia 09 de janeiro do ano que vem no Austrian Hospice (Hospedaria Austríaca), com entrada gratuita.

A mostra é um convite para que visitantes percorram os locais sagrados e paisagens da Palestina sob o olhar do imperador. Dom Pedro II, cristão devoto, foi o primeiro chefe de estado das Américas a visitar a Terra Santa, em 1876. Segundo a organização da exposição, ele visitou lugares sagrados das três religiões monoteístas e demonstrou curiosidade por aspectos humanos, históricos, culturais e geográficos da Palestina.

A exposição está em um local turístico que funciona também como hotel ou hospedaria e onde Dom Pedro II se hospedou quando viajou à Terra Santa. Podem ser vistas no local fotos que o monarca colecionou na viagem, além de fotografias dele próprio nos locais visitados e imagens de páginas de diários nas quais o imperador descreveu sua passagem pela Terra Santa. São 23 quadros com imagens e peças relacionadas à viagem. As fotos expostas fazem parte da coleção D. Thereza Christina Maria, da Fundação Biblioteca Nacional, e as imagens dos diários do imperador estão sob a custódia do Museu Imperial do Brasil (Ibram).

Em uma das páginas do diário é possível ler: “26 de novembro de 1876 — Acampei às 4h 25’ do lado do N[orte] de Jerusalém e vendo por cima das muralhas da idade-média o monte das oliveiras. Às 4 achava-me no Santo Sepulcro onde orei por minha filha, netos, irmãos, e todas as pessoas que estimo. A igreja tem externa e internamente um aspecto venerando.”  Também podem ser vistos na mostra outros documentos como a correspondência do imperador durante a permanência em Jerusalém e sua assinatura no livro de hóspedes do Austrian Hospice.

LEIA: Jordânia recebe exposição sobre Dom Pedro II

A mostra é promovida pelo Escritório de Representação do Brasil em Ramallah, na Palestina, no ano em que o Brasil comemora o Bicentenário da Independência. O embaixador Alessandro Candeas, chefe do escritório, fez a abertura da exposição na presença de representantes do corpo diplomático e consular, da comunidade brasileira, acadêmicos, intelectuais e instituições parceiras do projeto. Entre os apoiadores estão Ajyal Radio Network, Custódia Terrae Sanctae, Christian Media Center e os Patriarcados Grego Ortodoxo, Armênio e Latino.

O livro do pesquisador brasileiro Roberto Khatlab sobre as viagens de Dom Pedro II aos países árabes foi uma das bases da exposição. Mostras sobre o tema já foram realizadas em países como Líbano, Egito e Jordânia. “Neste bicentenário da Independência do Brasil, as embaixadas do Brasil estão revivendo as viagens de Dom Pedro II, o pioneiro das relações Brasil-Mundo Árabe que atraiu a imigração árabe para o Brasil”, disse Khatlab. Ele lembra que a palavra Alcântara, de Pedro de Alcântara, nome de batismo do imperador, é “al-qantara” em árabe e quer dizer arco, ponte. “Ele continua sendo este elo de amizade”, disse sobre o imperador.

Publicado originalmente em Anba

Categorias
Ásia & AméricasBrasilNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments