Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Oficial marroquino descreve normalização com Israel como ‘vergonha’ e ‘humilhação’

1
Bandeiras de Israel e do Marrocos em 13 de setembro de 2022 [Jack Guez/AFP via Getty Images]

Os acordos assinados pelo estado marroquino com a ocupação israelense “contribuem para os crimes perpetrados por Israel”, reiterou nesta quarta-feira (23) Ahmed Ouihman, presidente do Observatório Nacional contra a Normalização.

“Esses acordos são uma nova onda de penetração sionista e tentativa flagrante de humilhar os marroquinos, além de verdadeiro golpe às nossas obrigações sobre o povo palestino”, declarou Ouihman em entrevista à rede Alresala TV.

LEIA: Marroquinos protestam contra visita do chefe do exército israelense

“De fato, esses acordos contribuem para os crimes perpetrados por Israel contra nossos irmãos palestinos”, prosseguiu Ouihman. O oficial marroquino reafirmou que a normalização se define pela “vergonha e falta de dignidade” e reforçou denúncias das violações cotidianas na Mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém ocupada.

1

Israel e Marrocos assinam acordo de defesa em meio a normalização [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

O Marrocos normalizou laços com Israel em dezembro de 2020, logos após os Emirados Árabes Unidos e o Bahrein, sob acordo mediado pelo então Presidente dos EUA Donald Trump. O pacto é rechaçado por ativistas palestinos e seus apoiadores.

Categorias
ÁfricaIsraelMarrocosNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments