Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Egito quer sediar os Jogos Olímpicos de 2036

1
Anéis olímpicos durante reunião do conselho executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI), em Lausanne, Suíça, 8 de setembro de 2022 [Laurent Gillieron/AFP via Getty Images]

O Egito quer sediar os Jogos Olímpicos de Verão de 2036, confirmou neste sábado (24) o Ministro dos Esportes Ashraf Soby ao receber Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), na cidade do Cairo.

“O presidente Abdel Fattah el-Sisi deu permissão de nos colocarmos como candidatos para as Olímpiadas de 2036”, declarou Sobhi. O presidente e general também participou do encontro com oficiais locais e internacionais da entidade esportiva.

Segundo comunicado do ministério egípcio, afirmou Bach: “A infraestrutura esportiva do Egito pode lhe permitir sediar os Jogos Olímpicos de 2036”.

Nesta semana, a rede al-Monitor reportou que Bach deverá visitar as obras da Cidade Olímpica na Nova Capital Administrativa do Egito, que deverá se tornar o segundo maior complexo esportivo do continente africano, após o Estádio FNB da África do Sul, que recebeu a final da Copa do Mundo de 2010.

Caso bem-sucedido, o Egito será o primeiro país árabe ou africano a receber as Olímpiadas. A próxima edição do evento será na cidade de Paris em 2024, seguida por Los Angeles e Brisbane, na Austrália, em 2028 e 2032, respectivamente.

O Egito sediou uma série de torneios internacionais nos últimos anos. Em 2019, recebeu a Copa das Nações Africanas, na categoria principal e sub-23. No início de 2021, apesar da pandemia de coronavírus, o país recebeu também a Copa do Mundo de Handebol.

Neste ano, foi a vez do Campeonato Mundial de Esgrima.

Em agosto, rumores emergiram de que Egito, Arábia Saudita e Grécia querem sediar juntos a Copa do Mundo FIFA de 2030. Outros relatos, contudo, indicam que a Federação Internacional de Futebol (FIFA) que celebrar o centenário do torneio na América do Sul. A primeira edição foi no Uruguai, em 1930.

Ativistas alertam que regimes autoritários – como Arábia Saudita e Egito – buscam se apropriar de eventos esportivos para encobrir violações de direitos humanos, prática conhecida como sportswashing.

LEIA: Arábia Saudita quer sediar as Olimpíadas, nega acusações de sportswashing

Categorias
ÁfricaArábia SauditaEgitoEuropa & RússiaGréciaNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments