Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Regime sírio descumpre promessas, prende família logo após retornar da Turquia

Presidente da Síria Bashar al-Assad em Moscou [Presidência da Rússia/Wikipedia]

Agentes de segurança do regime sírio de Bashar al-Assad detiveram uma família de refugiados que retornou da Turquia à cidade de Homs, em mais um sinal de que não almeja cumprir suas promessas de reconciliação no país assolado pela guerra.

Segundo a rede de notícias Nedaa Post – mantida pela oposição síria –, fontes confirmaram que os refugiados foram apreendidos por uma operação da polícia militar, após forças de segurança cercarem por todos os lados uma propriedade rural no sudeste de Homs.

Cinco membros da família – entre os quais, uma mulher e duas crianças – foram levados em custódia para interrogatórios no centro da cidade. Até então, não há informações sobre seu status ou detalhes do caso que deflagrou sua prisão.

O Ramo 261 da Polícia Militar – para onde foram transferidos – é conhecido como local de tortura desde antes do advento da guerra civil, há cerca de 11 anos.

LEIA: Síria pode ‘voltar a combates em larga escala’, alerta ONU em novo relatório

Assad conseguiu retomar territórios e conter boa parte dos esforços de resistência nos últimos anos, sobretudo devido à assistência militar da Rússia e do Irã. Desde então, seu governo tenta encorajar refugiados a retornarem ao país, sob promessa de salvaguarda e reconciliação.

Não obstante, prevalecem receios de ameaças aos refugiados. Segundo relatos, aqueles que retornam enfrentam prisão, desaparecimento, tortura e mesmo execução sumária nas mãos das autoridades comandadas por Assad.

Categorias
Europa & RússiaNotíciaOriente MédioSíriaTurquia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments