Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Exército de Israel fere três palestinos na Cisjordânia, em meio a tensões

Outros três manifestantes foram presos pelas forças da ocupação

Três palestinos foram feridos por munição real neste domingo (29) durante uma invasão militar israelense ao campo de refugiados de Dheisha, perto de Belém, na Cisjordânia ocupada, relatou um médico local.

Segundo testemunhas, soldados dispararam também gás lacrimogêneo e balas de borracha para reprimir os palestinos indignados, que responderam com pedras.

Outros três manifestantes foram presos pelas forças da ocupação.

Israel frequentemente conduz campanhas de assédio e prisão de larga escala nos territórios ocupados de Jerusalém Oriental e Cisjordânia.

A incursão deste domingo coincide com tensões alimentadas pela “Marcha da Bandeira”, manifestação convocada por colonos para comemorar a captura de Jerusalém, em 1967.

Os palestinos consideram a marcha — marcada por agressões coloniais e gritos racistas nas ruas árabes da cidade — como ato de provocação, que pode resultar em mais uma onda de violência nos territórios ocupados.

Tensões em torno da Marcha da Bandeira do último ano foram um dos fatores que culminaram nos 11 dias de massacre israelense contra a Faixa de Gaza sitiada. Mais de 260 palestinos foram mortos e milhares foram feridos, até ser firmada uma trégua sob mediação do Egito.

LEIA: Colonos invadem Al-Aqsa em meio a planos para Marcha da Bandeira em Jerusalém

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments