Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel ‘não ousaria disparar uma única bala’ contra o Hezbollah, afirma Teerã

Esmail Qaani, comandante das Forças al-Quds, unidade de elite da Guarda Revolucionária do Irã, na capital Teerã, 3 de janeiro de 2020 [Gabinete de Imprensa da Liderança Iraniana/Agência Anadolu]

O brigadeiro-general Esmail Qaani, comandante das Forças al-Quds, unidade de elite da Guarda Revolucionária do Irã, declarou que Israel “não ousaria disparar uma única bala” contra o grupo pró-Teerã Hezbollah, radicado no Líbano.

Durante uma cerimônia pública, Qaani alertou para retaliação do Hezbollah sempre que um membro sofre um ataque.

Segundo o general iraniano, desde julho de 2020, quando o grupo ameaçou reagir à morte de um militante por um bombardeio israelense perto de Damasco, “não vimos no fronte sionista um único indivíduo em uniforme militar; todos fugiram”.

Qaani insistiu que o Hezbollah “infringiu derrotas à ocupação israelense no sul do Líbano”.

O comandante criticou ainda países que recorrem aos Estados Unidos para lidar com problemas domésticos e regionais. “A república islâmica, por outro lado, apesar de toda pressão que sofre, resistiu à América, defendeu sua dignidade e tornou-se um modelo de orgulho internacional”.

LEIA: Israel não fará nada contra o Líbano, afirma chefe do Hezbollah

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosIsraelLíbanoNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments