Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

UNRWA exige que Israel liberte imediatamente menino palestino detido

Adolescente Amal Muamar Nakhleh [UNRWA]

A Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA) pediu a libertação imediata e urgente do menino Amal Muamar Nakhleh, que está detido por Israel sem acusações desde janeiro de 2021.

Em um comunicado divulgado ontem, a UNRWA expressou profunda preocupação com a continuidade da detenção arbitrária de Nakhle, cujo atual período de detenção administrativa deve terminar amanhã.

A agência da ONU explicou que Amal passou os últimos 16 meses de sua vida em detenção administrativa, incluindo o último ano de sua infância, e ainda está detido pelas autoridades israelenses sem qualquer acusação.

A UNRWA disse que Amal, um palestino do campo de refugiados de Al-Jalazun, perto de Ramallah, completou 18 anos em janeiro.

As forças israelenses o colocaram sob detenção administrativa por seis meses em 21 de janeiro de 2021, depois estenderam sua detenção administrativa por quatro meses em maio do mesmo ano e depois novamente em setembro por mais quatro meses e três dias antes de seu aniversário de dezoito anos. As autoridades de ocupação renovaram sua detenção administrativa pela terceira vez até 18 de maio de 2022.

LEIA: Israel ‘tortura crianças palestinas em detenção’

A UNRWA, a Unicef e o Alto Comissariado para os Direitos Humanos pediram repetidamente a libertação imediata de Amal e fizeram apelos conjuntos exigindo a sua libertação imediata por “razões humanitárias urgentes”.

Acrescentou que a detenção administrativa imposta a Amal – sem acusação e com base em provas secretas – é uma forma de detenção arbitrária que não é permitida pelo direito internacional, pois o priva dos cuidados adequados exigidos por sua condição médica e o expõe a mais riscos que agravam sua condição médica.

Amal sofre de uma doença autoimune rara e grave e requer acompanhamento médico rigoroso. Ele contraiu covid-19 durante um surto de vírus na prisão no final de janeiro, o que o colocou em grave risco médico. Infelizmente, ele não conseguiu receber os cuidados médicos de que precisa, alertou a UNRWA anteriormente.

Categorias
IsraelNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestinaUNICEFUNRWA
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments