Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

ONU pede que petróleo líbio seja poupado da crise política

Stephanie Williams, assessora especial da Secretaria Geral das Nações Unidas sobre a Líbia, encontra-se com Mustafa Sanallah, presidente da Corporação Nacional de Petróleo da Líbia, em Trípoli, 9 de maio de 2022 [SASGonLibya/Twitter]

Stephanie Williams, assessora especial da Secretaria Geral das Nações Unidas sobre a Líbia, fez um novo apelo nesta segunda-feira (9) pela reabertura dos campos de petróleo do país “assim que possível”.

“Encontrei-me com Mustafa Sanallah, presidente da Corporação Nacional de Petróleo da Líbia, em Trípoli”, confirmou Williams no Twitter. “Debatemos o impacto nacional e internacional da interrupção na produção de petróleo, incluindo desafios de infraestrutura decorrentes de uma paralisação prolongada”.

“Reforçamos a importância de suspender o bloqueio ao petróleo assim que possível, além da necessidade de proteger os recursos nacionais de serem utilizados como ferramenta política”, acrescentou.

Desde 17 de abril, os campos na Líbia permanecem fechados por facções tribais, que exigem a renúncia do Governo de União Nacional, liderado pelo premiê Abdul Hamid Dbeibeh, em favor de Fathi Bashaga, indicado ao cargo pelo parlamento em Tobruk.

LEIA: Ministro russo visita Argélia para discutir crises na Ucrânia e Líbia

Dbeibeh, no entanto, recusa-se a deixar o poder, exceto em caso de eleições livres.

A Líbia é membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), com produção média de 1.3 milhões de barris por dia. Em 20 de abril, o ministro Mohamed Aoun confirmou prejuízo de US$60 milhões por dia devido ao fechamento das instalações.

Categorias
ÁfricaLíbiaNotíciaONUOrganizações Internacionais
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments