Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Irã questiona vontade dos EUA de reviver acordo nuclear

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Saeed Khatibzadeh, em Teerã, Irã, em 5 de outubro de 2020 [Fatemeh Bahrami/Agência Anadolu]

O Irã questionou ontem a vontade dos Estados Unidos de chegar a um acordo para restaurar o acordo nuclear de 2015, citando diferenças não resolvidas, depois de um ano de conversas.

“Realmente não sabemos se chegaremos a um acordo ou não, porque os Estados Unidos não demonstraram a vontade necessária para chegar a um acordo”, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Saeed Khatibzadeh.

“O que resta são as decisões de Washington”, acrescentou.

“Se chegarmos a um bom acordo, é claro que iremos a Viena amanhã”, disse ele.

O acordo nuclear permitiu o levantamento das sanções impostas a Teerã em troca de severas restrições ao seu programa nuclear.

No entanto, em 2018, os Estados Unidos se retiraram do acordo e voltaram a impor sanções severas. Em resposta, Teerã reduziu sua conformidade com o acordo.

LEIA: Raisi diz que Irã não deixará conversas de Viena em meio a impasse

A atual administração dos EUA liderada por Joe Biden expressou sua intenção de retornar ao acordo com a condição de que o Irã retorne às suas obrigações, enquanto Teerã pediu o levantamento das sanções impostas a ele primeiro.

Nas últimas semanas, as negociações pareciam estar avançando, e alguns negociadores chegaram ao ponto de anunciar um acordo iminente.

“Mais de uma questão permanece entre nós e os Estados Unidos”, disse Khatibzadeh.

Entre os principais pontos de discórdia está a exigência de Teerã de retirar a Guarda Revolucionária, o braço ideológico das forças armadas iranianas, de uma lista de terroristas dos EUA.

Categorias
ÁustriaEuropa & RússiaIrãIraqueNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments