Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Gaza protesta contra suspensão de pagamentos da Autoridade Palestina às famílias mais pobres

Através do protesto, os palestinos esperam entregar uma mensagem ao presidente, Mahmoud Abbas, de que houve "atrasos e procrastinação suficientes para as famílias pobres, pois nosso sofrimento ultrapassou as montanhas"
1
Palestinos protestam contra a suspensão dos pagamentos da AP às famílias mais pobres, em Gaza, em 24 de março de 2022 [Mohammed Asad/Monitor do Oriente Médio]

Os palestinos realizarão um protesto do lado de fora da sede do PNUD na Cidade de Gaza para exigir que os pagamentos sejam retomados para famílias necessitadas no enclave sitiado depois que eles cessaram há mais de um ano.

O Alto Comissariado para a Reivindicação dos Direitos dos Pobres e dos Beneficiários dos Assuntos Sociais na Faixa de Gaza montará uma tenda para o protesto em um esforço para recuperar os direitos das 80.000 famílias que viram seus subsídios sociais interrompidos. Os pagamentos foram feitos como parte de uma parceria entre a Autoridade Palestina e a União Europeia.

O porta-voz da mídia do comitê, Subhi Al-Maghrabi, disse através do protesto que os palestinos esperam entregar uma mensagem ao presidente Mahmoud Abbas de que houve “atrasos e procrastinação suficientes para as famílias pobres, pois nosso sofrimento ultrapassou as montanhas”.

“O desembolso dos auxílios previdenciários está suspenso há mais de 15 meses. Por que existe uma política de punição coletiva contra as famílias pobres?” ele perguntou.

O comitê pediu à ONU que trabalhe para mobilizar a UE e a AP para desembolsar as alocações antes do início do mês sagrado muçulmano do Ramadã, em abril.

LEIA: Abastecimento de água subterrânea enfrenta perigosa crise de salinidade em Gaza

Categorias
NotíciaONUOrganizações InternacionaisPalestinaUnião Europeia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments