Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Residentes de Raqqa rejeitam proposta de ‘reconciliação’ do regime sírio

Vista aérea da cidade de Raqqa, Síria, 7 de novembro de 2021 [DELIL SOULEIMAN/AFP via Getty Images]

Nesta quarta-feira (19), dezenas de manifestantes tomaram a praça Shammas, no centro da cidade de Raqqa, contra promessas do regime sírio de Bashar al-Assad de supostamente reconciliar-se com a oposição local, ao negociar o status de residentes procurados.

Manifestantes exibiram cartazes, dentre os quais: “Nenhuma reconciliação com o regime”, “Reconciliação é traição e injustiça” e “Reconciliação é negociar o sangue dos mártires”.

Residentes de Raqqa mantiveram seus apelos pela deposição do governo sírio, ao descrever os planos de Assad como “falsa reconciliação” para explorar os anseios do povo.

Residentes de Tabqa, a oeste de Raqqa, também realizaram um protesto, para reafirmar sua “abordagem revolucionária” em oposição ao regime.

Em 10 de janeiro, forças do governo instalaram um centro na cidade de al-Sabkha, na porção leste da província de Raqqa, para supostamente negociar a situação de cidadãos procurados, conforme mediação da Rússia; contudo, com ampla rejeição popular.

LEIA: Ex-funcionário de inteligência da Síria é condenado à prisão perpétua na Alemanha por crimes contra a humanidade

Categorias
NotíciaOriente MédioSíria
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments