Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ennahda da Tunísia ameaça processar quem espalhar notícias falsas

Apoiadores do partido islâmico Ennahdha da Tunísia agitam a bandeira nacional e a bandeira do partido, em 20 de maio de 2016 [Fethi Belaid/AFP via Getty Images]

O movimento Ennahda da Tunísia prometeu processar os meios de comunicação que publicam e promovem o que descreveu como notícias falsas destinadas a difamar seus líderes.

Um comunicado publicado pelo movimento no Facebook ontem pediu ao Judiciário que apure as alegações de que os líderes do Ennahda estão sendo difamados em decorrência de relatos de que adquiriram seus fundos por meios questionáveis.

“Pedimos ao Judiciário que julgue rapidamente esses casos para garantir os direitos do partido e de seus dirigentes e proteger seus apoiadores dos discursos violentos que incitam contra ele, que levaram antes a ataques violentos contra eles e à queima de sede do partido.”

Acrescentou que apresentou uma denúncia ao Ministério Público sobre os veículos de comunicação que publicaram a notícia. “As denúncias estão relacionadas a artigos de imprensa publicados pelo Al-Anwar nos quais espalham notícias falsas contra o Movimento Ennahda e seus líderes e propagam discursos de ódio e incitação contra os tunisianos, e por meio dos quais causam crimes graves.”

O Ennahda alertou contra “a republicação dessa notícia falsa”, salientando que “continuará a processar quem o fizer”.

Desde o golpe realizado pelo presidente, Kais Saied, em julho, figuras da oposição têm sido alvo de ataques crescentes na mídia e muitos foram colocadas em prisão domiciliar pelas autoridades. Os movimentos têm sido vistos como um meio pelo qual Saied procura silenciar a oposição.

LEIA: ONU manifesta preocupação sobre direitos humanos na Tunísia

Categorias
ÁfricaNotíciaTunísia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments