Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Por que Khaled Meshaal está em Beirute?

Chefe do Gabinete Político do Hamas, Khaled Meshaal em Beirute, Líbano, em 16 de dezembro de 2021 [ Houssam Shbaro /Agência Anadolu]
Chefe do Gabinete Político do Hamas, Khaled Meshaal em Beirute, Líbano, em 16 de dezembro de 2021 [ Houssam Shbaro /Agência Anadolu]

Pela primeira vez em mais de dez anos, o chefe do Hamas no exterior, Khaled Meshaal, chegou ontem a Beirute com uma grande delegação da liderança do movimento.

A chegada de Meshaal a Beirute está prevista há mais de um mês, e ele pretende atingir vários objetivos: Participação nos eventos populares e de mídia organizados pelo Hamas no Líbano por ocasião do 34º aniversário do início do movimento.

Outro objetivo é realizar reuniões com o objetivo de discutir os últimos desenvolvimentos da situação palestina e informar os representantes oficiais sobre as últimas mudanças em nível nacional e o confronto com a ocupação.

LEIA: O acordo militar com o Estado de Israel é uma traição ao povo brasileiro

A visita também visa mobilizar a posição palestina no Líbano no projeto de resistência à ocupação israelense, especialmente após os importantes resultados alcançados pela Batalha da Espada de Jerusalém em maio.

Ele também planeja examinar as condições dos refugiados palestinos no Líbano e seus direitos humanos e sociais, bem como dar seguimento aos projetos implementados pelo Hamas na sociedade palestina que visam estabilizar os refugiados palestinos nos campos.

A visita de Meshaal e da delegação do movimento ocorre após a histórica visita de Ismail Haniyeh, chefe do Hamas, ao Líbano no verão de 2020, e a importância estratégica que representou. Isso indica o grande interesse do Hamas pela sociedade palestina no Líbano devido à sua grande história de luta, suas capacidades políticas e sua presença nacional. O Hamas enfatizou suas relações com o Hezbollah e o Irã como parte do projeto de resistência à ocupação.

Nos últimos dias, um desenvolvimento importante ocorreu após o incidente ocorrido no campo Burj Al-Shamali, quando Forças de Segurança Nacional Palestinas dispararam no cortejo fúnebre do mártir Hamza Shaheen, causando a morte de três pessoas. Isto causou grande tensão nos campos e causou temores no Líbano que o incidente tivesse repercussões em todo o país.

Não há dúvida de que a visita de Meshaal a Beirute vem em um momento muito difícil, já que o Líbano está passando por uma dura crise nos níveis econômico e social, e isso se reflete muito na sociedade palestina no Líbano.

No entanto, a posição palestina e regional do movimento Hamas e a grande posição que Meshaal representa como um símbolo global de resistência torna possível alcançar uma série de sucessos nesta visita.

Este artigo apareceu pela primeira vez em árabe no Centro de Informação Palestino em 16 de dezembro de 2021

 

As opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a política editorial do Middle East Monitor.

Categorias
ArtigoIsraelOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments