Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Segundo Argélia, Marrocos e Israel trabalham juntos para desestabilizar país

Abou el-Fadhl Baadji, secretário-geral da Frente de Libertação Nacional (FLN), dá uma entrevista coletiva na sede do partido na capital, Argel, em 16 de junho de 2021 [Ryad Kramdi/AFP via Getty Images]
Abou el-Fadhl Baadji, secretário-geral da Frente de Libertação Nacional (FLN), dá uma entrevista coletiva na sede do partido na capital, Argel, em 16 de junho de 2021 [Ryad Kramdi/AFP via Getty Images]

O partido governante de Marrocos está conspirando com Israel contra a segurança e a estabilidade da Argélia, alertou ontem o secretário-geral da Frente de Libertação Nacional da Argélia.

Abu Al-Fadl Baadji disse a repórteres que a aliança Makhzen e a entidade sionista visam “influenciar as posições de princípio da Argélia em apoio a causas globais justas, sobretudo as questões palestinas e do Saara”.

As declarações de Baadji foram feitas durante seu encontro com o embaixador de Cuba na Argélia, Armando Vergara Bueno.

Por sua vez, Bueno destacou que seu país está “na mesma página que a Argélia nas questões palestinas e do Saara, além de outros assuntos internacionais e regionais”.

Ele explicou que os povos palestinos e sahrawi foram submetidos a “ataques flagrantes que afetam seu direito à liberdade de determinar seu próprio destino e independência”.

LEIA: Argélia vence Marrocos, jogadores comemoram com bandeiras palestinas

Categorias
ÁfricaArgéliaCaribeCubaIsraelNotíciaOriente MédioPalestinaRegião
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments