Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Quatro pessoas são mortas em ataque a bomba em Basra, no Iraque

Uma imagem mostra transeuntes perto de um carro destruído na cidade de Basra, no sul do Iraque, depois que pelo menos quatro civis foram mortos e mais quatro ficaram feridos em um atentado a bomba perto de um hospital, em 7 de dezembro de 2021 [Hussein Faleh/AFP via Getty Images]
Uma imagem mostra transeuntes perto de um carro destruído na cidade de Basra, no sul do Iraque, depois que pelo menos quatro civis foram mortos e mais quatro ficaram feridos em um atentado a bomba perto de um hospital, em 7 de dezembro de 2021 [Hussein Faleh/AFP via Getty Images]

Uma bomba matou quatro pessoas na cidade de Basra, no sul do Iraque, hoje, a primeira em anos em uma parte do país que goza de relativa estabilidade, e um alto funcionário disse que militantes do Daesh eram suspeitos de cometer o ataque, informou a Reuters.

A explosão, perto de um grande hospital na cidade predominantemente muçulmana xiita, foi causada por uma motocicleta equipada com explosivos, disseram os militares em um comunicado, citando informações preliminares.

Não houve reivindicação imediata de responsabilidade.

“A explosão traz impressões digitais do Daesh”, disse o governador de Basra, Asaad Al-Edani, a repórteres.

Os ataques a bomba na área de Basra são raros – o último grande foi em 2017, e reivindicado pelo Daesh. As autoridades mantiveram controle rígido sobre a área em que a maior parte do petróleo da OPEP é produzido e exportado.

Policiais estavam recolhendo partes de corpos de um micro-ônibus que foi seriamente danificado pela explosão, disse uma testemunha. A rua estava coberta de vidros quebrados e sangue. O governador anunciou três dias de luto.

“Hoje e depois desse ato terrorista, o povo de Basra deve definitivamente ser cauteloso e cuidadoso. Basra tornou-se insegura hoje”, disse Mohammed Ibrahim, mecânico de automóveis cuja oficina ficava perto do local da explosão.

Fontes policiais e hospitalares disseram anteriormente à Reuters que 20 pessoas ficaram feridas, além das quatro vítimas fatais.

Ajudado por uma coalizão liderada pelos EUA e por forças apoiadas pelo Irã, o Iraque declarou vitória sobre o Daesh em dezembro de 2017, depois de expulsá-lo de áreas onde havia se declarado um califado islâmico.

Porém, o grupo militante continua a realizar ataques esporádicos, sobretudo no norte, onde combatentes do Daesh ocuparam brevemente uma aldeia no domingo antes de serem expulsos.

ASSISTA: Iraque se move para processar o Irã por acesso à água

Categorias
IraqueNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments