Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Premier líbio acusa Bélgica de tentar confiscar US$ 15 bilhões dos ativos da Líbia

Primeiro-ministro líbio, Abdul Hamid Dbeibeh, fala durante um protesto em Trípoli, Líbia, em 21 de setembro de 2021 [Mücahit Aydemir/Agência Anadolu]

O primeiro-ministro líbio, Abdul Hamid Dbeibeh, na quarta-feira, acusou a Bélgica de tentar confiscar 14 bilhões de euros (15 bilhões de dólares) em ativos líbios congelados pelas Nações Unidas desde 2011, informou ontem a AFP.

“Temos um problema com a Bélgica. As autoridades belgas estão tentando mais uma vez confiscar fundos líbios na Bélgica”, disse Dbeibeh a uma reunião do gabinete, explicando que a Bélgica havia solicitado permissão do comitê de sanções do Conselho de Segurança da ONU para confiscar os fundos.

O Conselho de Segurança da ONU colocou os ativos estrangeiros da Líbia em liquidação durante a revolta de 2011 do país contra o regime do governante de longa data, Muamar Kadafi, para evitar possíveis roubos.

Dbeibeh apontou que seu governo pode ter que “retirar” todos os ativos líbios da Bélgica quando o congelamento for suspenso, observando que uma delegação líbia viajará para Bruxelas na próxima semana para resolver a questão.

Os fundos da Líbia na Bélgica são objeto de uma disputa que também envolve o príncipe belga Laurent, irmão do rei Philippe, que tem buscado uma compensação da Líbia após sua instituição de caridade, o Global Sustainable Development Trust, ter investido dezenas de milhões de euros em um projeto de reflorestamento que nunca foi adiante devido à queda de Kadafi.

LEIA: Israel e Líbia estudam construir laços

Categorias
ÁfricaBélgicaEuropa & RússiaLíbiaNotíciaONUOrganizações Internacionais
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments